V Congresso Consad – Trabalhos Apresentados

001 – A PREVIDÊNCIA SOCIAL DO SERVIDOR PÚBLICO DA PROMULGAÇÃO

002 – OS REGIMES DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO BRASIL E O EQUILIBRIO FINANCEIRO

003 – SISTEMAS DOS REGIMES PRÓPRIOS

004 – COMPENSAÇÃO FINANCEIRA ENTRE OS REGIMES PREVIDENCIÁRIOS

005 – INTEGRANDO SISTEMAS LEGADOS COMO O ESTADO DE SERGIPE APRIMOROU A GESTÃO DAS INFORMAÇÕES RELATIVAS À PERÍCIA MÉDICA ADMINISTRATIVA

006 – DIREITOS E DEVERES DOS SERVIDORES CONSCIENTIZANDO POR MEIO DE JOGOS EDUCATIVOS

007 – MENOS DILIGÊNCIA, MAIS CELERIDADE O SUCESSO DA PROCURADORIA ITINERANTE NA APRECIAÇÃO DE PROCESSOS DE SERVIDORES PÚBLICOS ESTADUAIS DE SERGIPE

008 – PROGRAMA DE MELHORIA DA GESTÃO MUNICIPAL

009 – UMA ANÁLISE DA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL COM BASE NA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DO PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E REMUNERAÇÃO E SUA RELAÇÃO COM A POLÍTICA DE EDUCAÇÃO PERMANENTE DA SESAPRN

010 – AVALIAÇÃO DAS AÇÕES DA ESCOLA DE GESTÃO PÚBLICA DO ESTADO DO CEARÁ DOIS OLHARES, MÚLTIPLAS POSSIBILIDADES

012 – CENTRAL DE ALVARÁS

013 – PONTO CIDADÃO, QUALIDADE NO ATENDIMENTO COM CUSTOS OPERACIONAIS REDUZIDOS

014 – HORA MARCADA, COMODIDADE PARA O CIDADÃO E MENORES CUSTOS OPERACIONAIS UM ESTUDO A PARTIR DA EXPERIÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO

015 – PIONEIRISMO EM PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS O MODELO ALTERNATIVO DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO NO GOVERNO DE MINAS GERAIS 016 – REFLEXÕES SOBRE A EMERGÊNCIA DA PARTICIPAÇÃO SOCIAL NA AGENDA DAS POLÍTICAS PÚBLICAS DESAFIOS À FORMA DE ORGANIZAÇÃO BUROCRÁTICA DO ESTADO

017 – EXPERIÊNCIAS DE PARTICIPAÇÃO SOCIAL NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA BRASILEIRA ANÁLISE DA 13a CONFERÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE E DA 1a CONFERÊNCIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA

018 – DE CADA UM CONFORME SUAS CAPACIDADES – PARTICIPAÇÃO, AMBIENTES INSTITUCIONAIS E CAPACIDADE DE INCIDÊNCIA EM POLÍTICAS PÚBLICAS

020 – CONTRATUALIZAÇÃO DE RESULTADOS E DESEMPENHO NO SETOR PÚBLICO – A EXPERIÊNCIA DO CONTRATO PROGRAMA NOS HOSPITAIS DA ADMINISTRAÇÃO DIRETA NO ESTADO DE SÃO PAULO

021 – REMUNERAÇÃO VARIÁVEL POR DESEMPENHO NO SETOR PÚBLICO – INVESTIGAÇÃO DAS CAUSAS DO FRACASSO E IMPLICAÇÕES PARA O ESTADO BRASILEIRO

022 – FLEXIBILIDADE GERENCIAL E O DESEMPENHO DO APARELHO DO ESTADO – EXPLORANDO NEXOS E RELAÇÕES

023 – PREVENÇÃO LOCAL DA VIOLÊNCIA ARMADA – A EXPERIÊNCIA DO PLANO DE CONTROLE DE ARMAS DA CIDADE DE SÃO PAULO

027 – ASSÉDIO MORAL NO TRABALHO – ESTRATÉGIAS DE PREVENÇÃO E COMBATE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

028 – POLÍTICA ESTADUAL DE SAÚDE VOCAL – RELATO DE EXPERIÊNCIA

029 – PROGRAMA DE SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA – DESAFIO DA TONELADA

031 – REUNIÕES TERRITORIAIS COM CONSELHOS GESTORES DO PROJETO DE COMBATE À POBREZA RURAL DE SERGIPE (PCPR – 2a FASE) – ESTRATÉGIA DE PARTICIPAÇÃO SOCIAL E ATENDIMENTO PELA DEMANDA

033 – POLÍTICAS PÚBLICAS DE REAFIRMAÇÃO IDENTITÁRIA EM COMUNIDADES POMERANAS DO ESPÍRITO SANTO

035 – AS INFLUÊNCIAS DA CULTURA ORGANIZACIONAL NA PRESTAÇÃO

036 – PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2010 – TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO (TCU)

037 – A EXPERIÊNCIA DE GESTÃO DE MUDANÇAS NA IMPLANTAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DE PESSOAS

038 – A INFLUÊNCIA DO PROGRAMA DE AVALIAÇÃO DA EGDS EM RELAÇÃO À QUALIDADE E À DEMANDA

039 – AUDITORIA PREVENTIVA COM FOCO EM RISCOS – A EXPERIÊNCIA DA CONTROLADORIA E OUVIDORIA GERAL DO ESTADO DO CEARÁ (CGECE)

040 – GESTÃO CORPORATIVA DE PROCESSOS E OPORTUNIDADES DE RACIONALIZAÇÃO DA DESPESA PÚBLICA – A EXPERIÊNCIA DA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

041 – AVALIAÇÃO PRÉVIA DE PROJETOS DO GOVERNO DE MINAS GERAIS – MAIS UM IMPORTANTE PASSO PARA A ALOCAÇÃO EFICIENTE DOS RECURSOS PÚBLICOS

043 – SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ADMINISTRATIVA DO GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

044 – MÓDULO DE GESTÃO DE IMÓVEIS – UMA EXPERIÊNCIA DO GOVERNO DE MINAS NA INOVAÇÃO, SIMPLIFICAÇÃO, GOVERNANÇA E TRANSPARÊNCIA NA GESTÃO DO PATRIMÔNIO IMOBILIÁRIO DO ESTADO

045 – O PAPEL DO PLANEJAMENTO LOGÍSTICO NA OTIMIZAÇÃO DAS AQUISIÇÕES DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

048 – A MISSÃO DO IPEA NO CONTEXTO DAS RELAÇÕES BRASIL-VENEZUELA – UM NOVO FORMATO DE COOPERAÇÃO

050 – COOPERAÇÃO BRASIL-VENEZUELA – CAMINHOS INSTITUCIONAIS

051 – A DISCRICIONARIEDADE DO ESTADO DE SERGIPE NAS LEIS DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS NO PERÍODO 2003 A 2011 EM FAVOR DAS ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL USUÁRIAS DO PROJETO DE COMBATE A POBREZA RURAL

052 – CONFERÊNCIA DE SERVIÇOS – REFLEXÕES E PERSPECTIVAS PARA A CONSTRUÇÃO DE UM NOVO INSTRUMENTO DE GOVERNANÇA DEMOCRÁTICA

053 – COMUNICAÇÃO PÚBLICA E MARKETING POLÍTICO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA -ESTUDO DOS CASOS DA UTILIZAÇÃO DOS SITES DAS PREFEITURAS DE NATAL E MOSSORÓ

054 – A WEB COMO CANAL DE COMUNICAÇÃO DIRETA ENTRE GOVERNO E A SOCIEDADE NO CONTROLE SOCIAL DAS METAS DE DESEMPENHO INSTITUCIONAIS

055 – MODELO DE GESTÃO ESTRATÉGICA E POR RESULTADOS – CASO PRÁTICO NA COMPANHIA DE GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS DO ESTADO DO CEARÁ (COGERH)

057 – O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO (PEN-MP) E SUA FORMULAÇÃO

059 – O III PRÊMIO CHOPIN TAVARES DE LIMA E A CASA ABRIGO REGIONAL GRANDE ABC – AVANÇOS E DESAFIOS NO COMBATE À VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

062 – UTILIZANDO O BUSINESS INTELIGENCE (BI) NO RH EM SERGIPE

063 – INTELIGÊNCIA OU FORÇA BRUTA – UTILIZANDO INSTRUMENTOS DE AUDITORIA NO APRIMORAMENTO DA GESTÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO EM SERGIPE

064 – PLANEJAMENTO DE FORÇA DE TRABALHO NO GOVERNO DE MINAS GERAIS INOVAÇÕES NO LEVANTAMENTO DE DEMANDA DE PESSOAL E OTIMIZAÇÃO NA PROVISÃO DE RECURSOS HUMANOS

065 – COMPRAS PÚBLICAS SUSTENTÁVEIS

066 – PROGRAMA DE RACIONALIZAÇÃO DO CONSUMO E ENERGIA E O CONTROLE DE GASTOS DESSES RECURSOS

067 – AGENDA AMBIENTAL COMO INSTRUMENTO DE MUDANÇA DA CULTURA INSTITUCIONAL

068 – GESTÃO SUCESSÓRIA IDENTIFICANDO E CONSTRUINDO OS TALENTOS DO FUTURO – O CASO CEMIG

069 – GESTÃO DE PESSOAS – O DESENVOLVIMENTO DE LIDERANÇAS NA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA – JULIO DE MESQUITA FILHO – UNESP

070 – PROCESSO DE PROMOÇÃO POR SELEÇÃO DAS CARREIRAS DO GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO – UMA PROPOSTA FUNDAMENTADA NA MERITOCRACIA

071 – BALANCED SCORECARD COM FOCO NA GESTÃO PARA CIDADANIA – A REVISÃO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DE MINAS GERAIS

072 – GESTÃO DA INFORMAÇÃO PARA TOMADA DE DECISÃO – A EXPERIÊNCIA DO MAPEAMENTO DAS INFORMAÇÕES ASSISTENCIAIS NA SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DE MINAS GERAIS

073 – FERRAMENTAS PARA TOMADA DE DECISÃO INFORMADA – DIAGNÓSTICOS REGIONALIZADOS SOBRE A ASSISTÊNCIA À SAÚDE

074 – INDICADOR DE RESOLUBILIDADE COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DA REGIONALIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA À SAÚDE NO SUS-MG

075 – A GESTÃO DE PROJETOS NO ÂMBITO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL – UMA VISÃO ESTRATÉGICA

076 – GESTÃO DE RISCOS, TRANSPARÊNCIA E CONTROLE SOCIAL NO CONTEXTO DOS PROJETOS GOVERNAMENTAIS – EFICIÊNCIA ALIADA À DEMOCRACIA

077 – ESCRITÓRIO DE PROJETOS ESPECIAIS PARA MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA

078 – CONSÓRCIOS PÚBLICOS – IMPACTOS DA PORTARIA No 72-2012 DA STN

079 – CONSÓRCIOS PÚBLICOS EM SAÚDE NO ESTADO DO CEARÁ – A QUEM PRESTAR CONTAS

080 – GESTÃO CONSORCIADA – LIMITES E POSSIBILIDADES PARA O GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DOS MUNICÍPIOS DE PEQUENO PORTE DE MINAS GERAIS

081 – GESTÃO ESTRATÉGICA DE POLÍTICAS PÚBLICAS – A CAPES E A POLÍTICA DE FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS

082 – ALINHAMENTO PARA RESULTADOS NO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

084 – ANÁLISE DE STAKEHOLDERS E CADEIA DE VALOR PARA FORMULAÇÃO ESTRATÉGICA DA APEX-BRASIL

085 – CONTROLE SOCIAL – ESPAÇO DE PARTICIPAÇÃO E DELIBERAÇÃO – 14a CONFERÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE

086 – PROMOÇÃO DA EQUIDADE – UM DESAFIO PARA A GESTÃO

087 – EDUCAÇÃO POPULAR COMO REFERENCIAL PARA SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE – A EXPERIÊNCIA DO COMITÊ NACIONAL DE EDUCAÇÃO POPULAR EM SAÚDE

088 – O PROGRAMA DE INCLUSÃO DIGITAL (PID) – FORTALECIMENTO DOS CONSELHOS DE SAÚDE DO BRASIL

090 – MINAS GERAIS, UM ESTADO EM REDE – PROMOVENDO RESULTADOS PELO FORTALECIMENTO DA CIDADANIA

091 – O MODELO DE GESTÃO PARA RESULTADOS NO ESTADO DE GOIÁS

093 – FORMULAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO (CT&I) – COOPERAÇÃO INTERGOVERNAMETAL EM BUSCA DO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO REGIONAL

095 – GESTÃO METROPOLITANA – UM ESTUDO DA RELAÇÃO ESTABELECIDA ENTRE A AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE E O MUNICÍPIO NOVA LIMA

096 – EFICÁCIA NA CONTRATUALIZAÇÃO INTERGOVERNAMENTAL NA AUSTRÁLIA

097 – GOVERNANÇA DEMOCRÁTICA – POR UMA NOVA PERSPECTIVA DE ANÁLISE E CONSTRUÇÃO DAS POLÍTICAS DE SEGURANÇA PÚBLICA NO BRASIL

098 – INOVAÇÃO NA ARENA DEMOCRÁTICA DE ELABORAÇÃO DO PLANO PLURIANUAL – CASO AGENDA TOCANTINS

099 – O ORÇAMENTO DEMOCRÁTICO COMO UM INSTRUMENTO NA CONSTRUÇÃO DA URBANIDADE – EXPERIÊNCIA DE JOÃO PESSOA-PB, DE 2005 A 2011

101 – O DECRETO No 7508-11 E A CONSOLIDAÇÃO DO MODELO DE GESTÃO DO SUS-MG

102 – CONSTRUINDO CONSENSOS EM TORNO DE UMA GESTÃO REGIONAL E INTEGRADA NO SUS EM MINAS GERAIS – A EXPERIÊNCIA DA REALIZAÇÃO DO CURSO DE GESTÃO MICRORREGIONAL

103 – O COMPLEXO REGULADOR DA MACRO NORTE DE MINAS – ANÁLISE CRÍTICA PARA A DISSEMINAÇÃO DE UM MODELO PIONEIRO PARA A GESTÃO DA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA DO SUS-MG

104 – GOVERNANÇA PARA RESULTADOS MUNICIPAIS – O CASO DA PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS – PR

105 – TRANSPARÊNCIA E MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DO MINISTÉRIO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO (MCTI) A PARTIR DA REVISÃO E AUTOMAÇÃO DE PROCESSOS NO ÂMBITO DA PLATAFORMA AQUARIUS

106 – ALINHAMENTO DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL – O CASO DA SANEPAR

107 – GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS NO GOVERNO FEDERAL – REFLEXÕES SOBRE AVANÇOS E DESAFIOS

108 – CARTASUS – GESTÃO PARTICIPATIVA, TRANSPARÊNCIA, AVALIAÇÃO E SATISFAÇÃO CIDADÃ

109 – ACESSO E ACOLHIMENTO A OUVIDORIA MAIS PERTO DO CIDADÃO

110 – OUVIDORIA ATIVA – A INOVAÇÃO DAS PESQUISAS DE SATISFAÇÃO NA OUVIDORIA-GERAL DO SUS

111 – CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO – O 136 DISQUE SAÚDE COMO CANAL FUNDAMENTAL PARA DISSEMINAÇÃO DE INFORMAÇÕES

112 – A CRIAÇÃO, IMPLANTAÇÃO E BENEFÍCIOS DA INSTITUIÇÃO DO MODELO PADRONIZADO DE PLANEJAMENTO ANUAL DE COMPRAS – PRÉ COMPRA – PARA OS ÓRGÃOS E ENTIDADES DO PODER EXECUTIVO DO ESTADO DE MINAS GERAIS

113 – A UTILIZAÇÃO DO PODER DE COMPRA DO ESTADO DE MINAS GERAIS PARA INDUZIR O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL NO QUE SE REFERE À PROSPERIDADE ECONÔMICA, À RESPONSABILIDADE SOCIAL E À ADMINISTRAÇÃO AMBIENTAL

115 – A EXPERIÊNCIA MINEIRA NA INTEGRAÇÃO DA GESTÃO ORÇAMENTÁRIA À GESTÃO DAS COMPRAS PÚBLICAS – SOLUÇÕES PARA O CONTROLE DA MARGEM DE REALIZAÇÃO DE NOVAS DESPESAS

116 – A EXPERIÊNCIA DA PESQUISA – MAPEAMENTO DO PERFIL DE ATUAÇÃO DAS UNIDADES DE GESTÃO DE PESSOAS DO PODER EXECUTIVO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL

117 – CARACTERIZAÇÃO DO PERFIL E ANÁLISE DA CAPACIDADE OPERACIONAL DAS UNIDADES DE GESTÃO DE PESSOAS DO PODER EXECUTIVO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL (APF)

118 – MAPEAMENTO DO PERFIL FUNCIONAL DAS UNIDADES DE GESTÃO DE PESSOAS EM ÓRGÃOS SETORIAIS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

119 – AS EXPECTATIVAS DA MELHORIA DA QUALIDADE DA ASSISTÊNCIA EM UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA NEONATAL DO ESTADO DE MINAS GERAIS, NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE, OBTIDASA PARTIR DA CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL

120 – A BUSCA DE MELHORIAS PARA UMA GESTÃO COM QUALIDADE DAS UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA (UTI) NO ESTADO DE MINAS GERAIS (MG)

121 – ESTUDO DE TAXA DE OCUPAÇÃO DE LEITOS DE UTI DO ESTADO DE MINAS GERAIS

122 – PROFISSIONALIZANDO A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA – O CASO DA CERTIFICAÇÃO DE DIRIGENTES PÚBLICOS PAULISTAS

123 – DETERMINANTES DA EVASÃO E RETENÇÃO DOS ESPECIALISTAS EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL – UM ESTUDO EMPÍRICO NOS PRINCIPAIS ESTADOS BRASILEIROS

124 – PERFIL DO GESTOR DO PODER EXECUTIVO DO CEARÁ – O QUE TEMOS E O QUE QUEREMOS

125 – INSTRUMENTOS DE TRATAMENTO DE CONFLITOS DAS RELAÇÕES DE TRABALHO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL

126 – GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS UMA ABORDAGEM PARA MUDANÇA

127 – REFORMAS DO ESTADO, RELAÇÕES DE TRABALHO NO SETOR PÚBLICO E NEGOCIAÇÃO COLETIVA

128 – DIALOGA-DF E A EXPERIÊNCIA DA DEMOCRATIZAÇÃO DAS RELAÇÕES DE TRABALHO NO DF

129 – AVALIAÇÃO PERIÓDICA DE DESEMPENHO ONLINE – DESAFIOS E AVANÇOS

130 – A IMPORTÂNCIA DA ESTRUTURAÇÃO DA GERÊNCIA DE CARGOS, SALÁRIOS E AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO PARA A GESTÃO DE PESSOAS

132 – A TERCEIRIZAÇÃO COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

133 – TRILHAS DE DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS – UMA PROPOSTA DE ALINHAMENTO ENTRE A GESTÃO DO DESEMPENHO E A GESTÃO DO DESENVOLVIMENTO DOS SERVIDORES DO GOVERNO DE MINAS

134 – MAPEAMENTO DE PROCESSOS, COMPETÊNCIAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES – OS INSTRUMENTOS DE INOVAÇÃO NA GESTÃO DO FNS

135 – MAPEAMENTO DE COMPETÊNCIAS – PERSPECTIVAS DE EVOLUÇÃO DO MODELO NO GOVERNO DE MINAS

136 – REDE DE CONSULTORES INTERNOS DO ESTADO DA BAHIA (RCI – BA) – INSTRUMENTO DE AUMENTO DA GOVERNANÇA DA MÁQUINA PÚBLICA ESTADUAL

137 – O GOVERNO ABERTO NAS REGIÕES SUL E SUDESTE DO BRASIL UMA CARACTERIZAÇÃO DAS ATIVIDADES ELETRÔNICAS DESENVOLVIDAS

138 – UMA ANÁLISE DAS DIMENSÕES DA QUALIDADE DE DADOS EM PROJETOS DE DADOS GOVERNAMENTAIS ABERTOS

139 – CLOUD COMPUTING – QUESTÕES CRÍTICAS PARA A IMPLEMENTAÇÃO EM ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS

143 – MONITORAMENTO, AVALIAÇÃO E CONTROLE – SUPERANDO O DEBATE TÉCNICO-BUROCRÁTICO

144 – OS DESAFIOS À BUROCRACIA PARA O PLANEJAMENTO NO BRASIL

145 – MODELO DE PARCERIAS COM OSCIPs DO ESTADO DE MINAS GERAIS – UMA ANÁLISE DAS FERRAMENTAS GERENCIAIS ESTRUTURADAS

147 – 15 ANOS DE ORGANIZAÇÕES SOCIAIS – O MODELO BAIANO

148 – POLÍTICA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAL NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL – UMA CARACTERIZAÇÃO DA CAPACITAÇÃO POR COMPETÊNCIAS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL

149 – A EXPERIÊNCIA DO BANCO CENTRAL DO BRASIL NO DIAGNÓSTICO DE NECESSIDADES DE CAPACITAÇÃO E ELABORAÇÃO DO PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO (PAC)

150 – PROJETO MAPEAMENTO DE COMPETÊNCIAS DA ANS

151 – IMPLANTAÇÃO DA AVALIAÇÃO DE IMPACTO DAS CAPACITAÇÕES DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DA UFRN

152 – PLANEJAMENTO PLURIANUAL PARTICIPATIVO NA BAHIA – INSTRUMENTOS INSTITUCIONAIS

153 – OBSTÁCULOS INSTITUCIONAIS À PARTICIPAÇÃO POPULAR NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA BAHIA

155 – A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E PARTICIPAÇÃO – É POSSÍVEL MAIS DEMOCRACIA POR MEIO DAS REDES SOCIAIS

156 – MODELAGEM DO PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO DO PODER EXECUTIVO DO GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO – APLICAÇÃO DA ABORDAGEM SISTÊMICA COM MONITORAMENTO ESTRUTURADO POR INDICADORES

157 – A READAPTAÇÃO FUNCIONAL DO SERVIDOR QUE APRESENTA LIMITAÇÕES COMO FORMA DE ATENDER AO PRINCÍPIO DA ECONOMICIDADE E MANTÊ-LO ATIVO NO SERVIÇO PÚBLICO E NA VIDA SOCIAL

158 – ASSISTÊNCIA À SAÚDE DOS SERVIDORES NO CONTEXTO DA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS – PROBLEMAS ENFRENTADOS E SOLUÇÕES DESENVOLVIDAS PELA BAHIA NOS ÚLTIMOS CINCO ANOS

160 – GOVERNANÇA NOS ESPAÇOS INTERFEDERATIVOS

163 – GESTÃO DE CARREIRAS NO PODER EXECUTIVO FEDERAL – AVANÇOS RECENTES E PERSPECTIVAS FUTURAS

164 – A UTILIZAÇÃO DE ANÁLISES SISTÊMICAS COMO FERRAMENTA DE GESTÃO DE CARREIRAS DO GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

165 – A COMPLEXIDADE DA CONSTRUÇÃO DE UMA POLÍTICA INTEGRADA E ESTRATÉGICA DE GESTÃO DE PESSOAS NO SERVIÇO PÚBLICO – UMA REFLEXÃO SOBRE O MODELO DE GESTÃO DE PESSOAS IMPLANTADO NO GOVERNO DE MINAS GERAIS

166 – A ATUAL POLÍTICA DE RECURSOS HUMANOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FLUMINENSE – UMA ANÁLISE SOBRE AS NOVAS LEIS DE CARREIRAS

167 – DESAFIOS DA AÇÃO REGULATÓRIA DO ESTADO BRASILEIRO

168 – REPARTIÇÃO DE COMPETÊNCIAS FEDERATIVAS, POLÍTICAS PÚBLICAS E CONSTITUCIONALISMO – A EXPERIÊNCIA DA REGULAÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE SANEAMENTO BÁSICO NO CEARÁ

169 – O ESTADO-CORPORATISTA NA LÓGICA DA GOVERNANÇA PÚBLICA DE RESULTADOS – O CASE CELESC E O DESAFIO DA EFETIVIDADE ADMINISTRATIVA

170 – REFORMA DO ESTADO COM PARTICIPAÇÃO CIDADÃ – O CASO DAS AGÊNCIAS REGULADORAS BRASILEIRAS

171 – PERSPECTIVAS PARA A POLÍTICA AEROPORTUÁRIA NO ESTADO DE MINAS GERAIS – INOVAÇÃO E REDESENHO DAS AÇÕES FRENTE AO NOVO CENÁRIO DE DESCENTRALIZAÇÃO, DELEGAÇÃO E CONCESSÃO DE AERÓDROMOS PÚBLICOS DA UNIÃO

172 – EMPRESA PÚBLICA SOCIAL (EPS) – ALTERNATIVA ÀS FUNDAÇÕES DE DIREITO PRIVADO INSTITUÍDAS POR LEI PARA A EXECUÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS NA ÁREA SOCIAL

174 – FORMAÇÃO DE AGENDA, COORDENAÇÃO INTRAGOVERNAMENTAL E GESTÃO DE PROJETOS – A RELAÇÃO ENTRE AS DIMENSÕES POLÍTICA E DE GESTÃO PÚBLICA NA ESTRUTURAÇÃO DE PROJETOS DE PPP

175 – A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

176 – AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO COMO FERRAMENTAS DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

177 – EVOLUÇÃO DOS SERVIÇOS DA REDE DE TELEMÁTICA DO ESTADO DE PERNAMBUCO – PE-CONECTADO

178 – MOBILE GOVERNMENT – UTILIZAÇÃO DE DISPOSITIVOS MÓVEIS PARA APROXIMAÇÃO DO CIDADÃO E GOVERNO

179 – POLÍTICA DE INOVAÇÃO NA GESTÃO PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS

180 – METODOLOGIA DE INOVAÇÃO NA GESTÃO PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS

181 – INCUBADORA DE PROJETOS INOVADORES DO ESTADO DE MINAS GERAIS

182 – O ESTADO PARA RESULTADOS (EpR) E O MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO (MEG) PERSPECTIVA COMPARADA

183 – OS AVANÇOS DE CURITIBA E SEUS DESAFIOS NA PERSPECTIVA DO MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO (MEG)

184 – SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE E CERTIFICAÇÃO ISO 9001 NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA – UMA ANÁLISE CRÍTICA

185 – O PROGRAMA DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO DA MARINHA DO BRASIL E AS INICIATIVAS DAS ORGANIZAÇÕES MILITARES PREMIADAS